O DIA D E OS SEUS DESDOBRAMENTOS!

Amanhã ocorrerá o julgamento, em segunda instância, da sentença prolatada pelo Juiz Sèrgio Moro condenando o ex-Presidente Lula a nove e meio anos de prisão. Lula e os seus companheiros reagiram e reagem, como era esperado, muito mal a tal sentença condenatória na proporção em que Lula é o único nome do. PT capaz de reestabelecer o controle do poder pelos seus seguidores, admiradores e aproveitadores. O evento está cercado por manifestações de apoios a Lula, de um lado e,  do outro, pela mobilização dos que querem a dura punição ao ex-presidente. Alie-se a isto, o comportamento de uma mídia, no mais das vezes, simpatizante à causa petista e, por conta desse viés, se vê enaltecendo as posições de Lula e questionando a sua penalização.

Na verdade é difícil antever qual decisão sairá do colegiado do Tribunal Federal do Rio Grande do Sul. Os que se colocam contrários à Lula, mesmo diante da grande mobilização popular que se estabeleceu e se instalou nas proximidades da quadra onde se localiza o Tribunal, acham que as ações  intimidatórias que se fazem sobre os desembargadores que vão julgar o recurso ou os recursos impetrados pela defesa de Lula, ao invés de favorecerem ao ex-Presidente, tendem a estimular aos julgadores, serem mais intransigentes no respaldo à sentença proferida por  Moro. Os mesmo creem e torcem para que o escore seja de três a zero e que a pena venha a ser até aumentada para treze anos.

Também apostam que, junto com a pena de prisão  virá a decisão de suspender os direitos políticos do ex- Presidente, por oito anos. Já os partidários de Lula acham que  o escore será de dois a um abrindo espaço para uma série de recursos que levarão julgamento final do STF lá para Agosto ou Setembro, permitindo que Lula seja candidato do PT às eleições presidenciais. Na verdade, os petista querem aproveitar o julgamento do dia 24 para definirem como o marco inicial da sua campanha. Ou seja, Lula será candidato até o TSE decida sobre a sua inegibilidade.

A partir do que ocorrer dia 24, a campanha presidencial estará começando com um grande número de candidatos,  desde aqueles dos partidos pequenos ou chamados de nanicos                        até  aqueles de partidos mais tradicionais. A manutenção da candidatura de Lula, se ocorrer, fará crescer a candidatura de Boldonaro pois ocorrerá um processo de radicalização de posturas e posições e,consequentemente, não serão avaliados os candidatos quanto aos seus méritos ou as suas propostas para o País. Mas, sim se a favor ou contra Lula e o PT. A hipótese de Lula continuar livre é de uma probabilidade elevada. Se Lula for preso, o que o cenarista não acredita que possa vir a ocorrer,  ele usará tal fato para vitimizar-se e dizer que defenderá  o povo até mesmo atrás das grades!

O fato singular é que, mesmo sem dinheiro; com Carnaval pela frente; com a Lava Jato continuando a fazer seus estragos, a campanha começa amanhã e,  não será apenas a Presidencial, mas em todos os níveis de poder.  Não se tem ideia da repercussão desse fato e,  tampouco, quanto de grana vai rolar, em face de todas as restrições que a lei estabelece e em face dos temores dos empresários diante do que ocorreu com tantos empreiteiros  e políticos ora trancafiados por conta da LavaJato. Não se tem ideia de qual será o impacto do uso das redes sociais no processo. Também não se sabe se, nos grotões a força do poder, do dinheiro e do compadrio não irá manter as coisas como ora se encontram.

Sabe-se apenas que estas eleições serão diferentes mas não se sabe nem como e nem quanto pois inclusive não se tem ideia de. como a melhora do ambiente econômico, por exemplo, virá a diminuir os radicalismos e a belicosidade do povo brasileiro. O fato é que mudanças ocorrerão e, o cenarista não fugindo ao seu otimismo incontido acha que será para melhor.  Ou não?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *